Select Menu

Teste Menu 1

Os crimes de roubo registrados na área central de Manaus reduziram cerca de 16% em agosto, comparado ao mês de julho deste ano, segundo divulgou a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) nesta terça-feira, dia 9 de setembro. Nesse período, foram registrados 188 casos de roubos, a maioria de aparelhos celulares, em todo perímetro do Centro, por onde passam cerca de 100 mil pessoas, por dia, segundo estimativas da Polícia Militar.

De acordo com o secretário de Segurança Pública do Amazonas, coronel Paulo Roberto Vital, as Polícias Civil e Militar reforçaram as ações na área, como forma de inibir a ação de criminosos.  "Foi verificada a necessidade de algumas ações específicas para a área. Além de reforço no policiamento também instalamos novas câmeras na área da igreja Matriz, que tem grande concentração de pessoas", disse.

Vital destacou ainda a produtividade das polícias na prisão de pessoas envolvidas com furtos e roubos. Segundo dados da 24ª Companhia Interativa Comunitária (24ª Cicom), que atende a área, em agosto foram realizadas 62 prisões em flagrante e detenções, totalizando uma média de duas por dia.  Houve ainda, segundo a 24ª Cicom, a apreensão de 12 menores.

De acordo com o  comandante da 24ª Cicom, capitão Anderson Saif, a PM atua nos principais pontos estratégicos do Centro, onde há maior concentração de pessoas. "Temos as viaturas posicionadas em pontos fixos e ainda nosso policiamento a pé", disse. O  comandante destacou a importância da população em adotar hábitos seguros ao andar no Centro, como evitar a exposição de celulares e objetos de valor. "Os celulares são os objetos mais roubados porque estão sempre à mostra", disse.

Prisão em flagrante - Na madrugada desta segunda-feira,  dia 8, policiais civis do 24ª Distrito Integrado de Policia (24ª DIP) prenderam Hudson Ribamar Silva, 23 anos, suspeito de praticar diversos assaltos e furtos no Centro. De acordo com o delegado Jorge Carlos Teixeira, o suspeito foi flagrado tentando furtar uma loja na avenida Sete de Setembro. "Uma vizinha percebeu e ligou para a delegacia avisando do furto e conseguimos fazer a prisão", disse o delegado. O preso foi indiciado por furto qualificado e a Polícia Civil abriu inquérito para apurar o envolvimento dele em outros assaltos.
"Ele foi identificado por praticar outros roubos. Somente em uma loja, o comerciante relatou que ele já tinha praticado mais de quatro assaltos", disse.

FOTOS: ROBERTO CARLOS/AGECOM




Como foi observado em todos os bairros de Manaus percorridos pela coligação “Renovação e Experiência”, a segurança figura entre os principais problemas dos moradores do São Jorge, na zona Centro-Oeste. O problema foi relatado pelos moradores a Rebecca Garcia, candidata ao cargo de vice-governadora na chapa de Eduardo Braga, na manhã desta terça-feira (9).

Uma multidão acompanhou Rebecca Garcia na Rua Humberto de Campos. De casa em casa ela defendeu a candidatura de Eduardo Braga para o governo e de Francisco Praciano para o Senado, numa composição que terá força para dar um novo rumo de desenvolvimento ao Amazonas.

“Segurança!” disse enfático o morador Gleydson Rodrigues ao ser perguntado sobre a principal reivindicação do bairro. “O tráfico daqui está muito forte”, disse. “Aqui o Ronda no Bairro, não serve para nada”, lamentou a comerciante Maria de Nazaré Barreto. Ela também pediu mais acessos à saúde e contou que o posto do bairro não tem remédios e as filas dificultam o agendamento de consultas e exames. “Minhas filhas têm problema de tireoide e não consigo marcar consultas para o tratamento”, denunciou.

PROSAMIM 

Rebecca Garcia se disse impressionada com o descaso  com a segurança no bairro, tomando como base a manifestação dos moradores do São Jorge e citou também as reclamações que ouviu sobre a promessa do Prosamim do São Jorge que não foi feito. “O Eduardo Braga deixou tudo encaminhado para que o Prosamim fosse ampliado e dado continuidade, mas não tiveram competência para fazer. Nós queremos a oportunidade para voltar aqui com as obras do Prosamim e com a atenção à segurança”, afirmou Rebecca.

INDÚSTRIA

Após a caminhada no São Jorge, Rebecca Garcia fez uma visita à indústria Tomatec Montadora, que produz equipamentos de som. Rebecca visitou a linha de montagem, o setor de controle de qualidade e almoçou no refeitório com os colaboradores da empresa.

A candidata falou da importância de ter um contato direto com os trabalhadores do Polo Industrial de Manaus. “O político amazonense tem que estar em contato 
O Instituto de Comunicação Social e Cidadania (Incomun), em parceria com a empresa Signi, realiza na quinta-feira, 11 de setembro, em Coari, no Amazonas, mais uma oficina do projeto Envolva-se - Práticas para a Cidadania. A iniciativa está rodando o país com o propósito de estimular o protagonismo cidadão e a promoção de ações que contribuam para a melhoria da qualidade de vida da população brasileira. O evento tem o patrocínio da Petrobras.

Em Coari, a oficina ocorrerá no auditório do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFAM), das 8 às 18 horas. Estão convidados a participar, além dos cidadãos moradores da região, lideranças comunitárias, empresários e representantes do governo.

No encontro, serão trabalhadas, de forma prática, questões que envolvem cidadania e comunicação. Além de dinâmicas interativas, a oficina promoverá o diálogo entre comunidade, governo, empresas, sociedade civil organizada e cidadãos interessados em contribuir para melhorar a qualidade de vida de cada região.
A inscrição é gratuita e inclui almoço para os participantes.

Depois de Coari, no dia 13 de setembro, o Envolva-se passa por Manaus, e no dia 17, em Carauari, também no Amazonas. Já foram realizadas oficinas em Araucária, no Paraná, em Betim e região, em Minas Gerais, em Mauá, São José dos Campos e Caraguatatuba, em São Paulo, em Maceió, Alagoas, e Aracajú, no estado de Sergipe, em Cabo de Santo Agostinho, Pernambuco, em Itaboraí e Macaé, no Rio de Janeiro, em Canoas, no Rio Grande do Sul, em Valença, São Francisco do Conde e Alagoinhas, na Bahia, em Mossoró, no Rio Grande do Norte, em Fortaleza, no Ceará, e em São Mateus e Vitória, no Espírito Santo.
“Por meio do Envolva-se, a intenção é valorizar as histórias de transformação local em diferentes regiões do país, fazendo com que a população perceba que a mudança também está em suas mãos, tirando-a da posição de espectadora. Para isso, a oficina proporcionará um espaço de diálogo entre representantes da comunidade, governo, empresas, sociedade civil e cidadãos”, explica Cristiane Ostermann, diretora da empresa Signi Estratégias em Responsabilidade Social, parceira do projeto.

Durante a oficina, a comunicação comunitária também será apresentada como uma ferramenta de mobilização e de formação da consciência do trabalho coletivo. “O desenvolvimento das comunidades por meio da comunicação faz sentido numa época em que o uso das tecnologias e das redes sociais é crescente. Atividades como as propostas pelo Envolva-se fortalecem o propósito de avanços sociais em seus diferentes níveis”, argumenta Neusa Ribeiro, vice-presidente do Incomun.

AGENDA
Oficina Coari e região
Dia 11 de setembro, das 8h às 18h
Local: auditório do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFAM) - Campus Coari – (Estrada Coari-Itapéua, s/n, Km 02 - Itamaraty, Coari, AM)





Eledilson Colares
Jornalista Reg. 0187/AM

Um duro golpe nos criminosos e mais uma chance para a fauna amazônica sobreviver. Assim pode ser resumida a operação de fiscalização desencadeada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e realizada e parceria com a Polícia Militar, Polícia Civil e apoio do Ministério Público Estadual (MPE), ocorrida na manhã desta segunda-feira(08/set), no mercado municipal de Coari. Ninguém foi notificado e, muito menos, preso.


Mais de uma tonelada e meia de carnes de animais e peixes protegidos por lei foram apreendidas em cima das bancas e, ainda estocadas em caixas frigoríficas espalhadas na parte interna daquele popular centro de compras. Cadeados e correntes que lacravam as caixas foram retirados por força policial, já que ninguém assumiu a guarda dos produtos nem a venda.


Tanto a população, que frequenta diariamente o mercado, quanto os fiscais e policiais ficaram surpresos com o grande volume de produto ilegal. O secretário Afrânio César de Souza Pereira disse que as blitzes vão continuar, "tanto como campanha de conscientização, distribuindo folhetos com informação sobre a Lei de Crimes Ambientais (Lei Federal nº. 9.605, de 1998), como programa de saúde pública e novas apreensões se insistirem em promover guarda, venda e consumo de produtos ilegais".


A maior parte dos 1.629 quilos – 43 kg de capivara, 172 kg de anta, 339 kg de pirarucu seco, 716 kg de pirarucu verde, 171 kg de queixada, 12 kg de paca e 176 kg de queixada salgada, foram distribuídos para instituições públicas – Unidade Prisional de Coari, Casa de Resgate e Sociedade Pestalozzi. Cerca de meia tonelada foi enterrada no aterro controlado, por se encontrar em estado impróprio para o consumo humano, apresentando mau cheiro e cor arroxeada.


Além de incentivar a prática de crime ambiental, a venda e o consequente consumo desses produtos, coloca em risco a saúde de quem consome carnes de animais silvestres, que podem desenvolver doenças ainda desconhecidas pela medicina. "Muita gente consome assando a carne, sem cozimento e pode desenvolver doenças com o tempo", explica o secretário.
Equipe de Fiscalização quase 2 toneladas de carne ilegal no mercado municipal de Coari.

Uma operação da Secretaria Municipal de Meio Ambiente com a parceria da Polícia Civil e Polícia Militar, apreendeu quase 2 toneladas de carne de animais silvestres e peixes proibidos pelo defeso neste período do ano. As carnes e peixes ilegais estavam sendo comercializadas no Mercado Municipal Clemente Vieira, o que foi definido pelo Secretario de Meio Ambiente Afrânio Cesar como “uma pouca vergonha”. Os vendedores e proprietários das carnes ilegais fugiram do local assim que a força tarefa chegou.

Apesar de ninguém ter sido preso, a operação foi considerada um sucesso, segundo o Delegado da Polícia Civil Costa e Silva: “O nosso foco nesse primeiro momento é reprimir a comercialização de carne de animais silvestres e peixes proibidos fazendo a apreensão de todo o material ilegal” – afirmou Costa e Silva. 

Nem mesmo a equipe que foi realizar a fiscalização no Mercado Municipal esperava encontrar uma quantidade tão expressiva de carne proibida. Carnes de animais tais como Anta, Viado, Paca, Capivara dentre outros fazem parte do material apreendido. A mercadoria empreendida está avaliada em 40 mil reais. As carnes que não forem consumidas serão enterradas e o restante será encaminhada para entidades sem fim lucrativos cadastradas na Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

Antes da operação de apreensão realizada hoje, os técnicos da Secretaria de Meio Ambiente já haviam realizado uma campanha de conscientização no próprio mercado municipal, distribuindo folders com artigos da lei que proíbe a comercialização deste tipo de carne, assim como conscientizando para que todos os vendedores de peixe e carne não praticassem este tipo de ato ilícito. “Como estava virando uma bagunça generalizada aqui no mercado municipal, coube ao poder público corrigir o problema e evitar a prática que contribui para extinção destas espécies” – afirmou o Secretario de Meio Ambiente.


Com o objetivo de conter despesas e outros gastos na Prefeitura de Coari, o prefeito Igson Monteiro (PMDB) tomou uma medida de contenção de despesas, diminuindo a frota de veículos locados para a Prefeitura de Coari. Foram encerrados os contratos de 13 carros S10 e de 21 carros gols, os veículos foram entregues a empresa locadora. A economia direta com valores de aluguel, combustível e manutenção vai ficar em torno de meio milhão de reais.

Além dos cortes nas despesas de locação de veículos, a prefeitura de Coari está promovendo outras medidas econômicas com o objetivo de adequar os recursos públicos com a realidade de queda de receita na arrecadação do município que perdura desde o mês de fevereiro. Segundo informou à reportagem, Igson Monteiro afirmou que as medidas de redução de despesas tem como maior objetivo evitar demissão em massa e permitir a viabilidade da administração do município. "Em outros tempos, quando havia queda de receita, uma das primeiras medidas era a demissão de servidores. Não vou demitir servidores... Prefiro evitar cortes com locação de veículos e até outras medidas mais duras, do que demitir trabalhadores" - afirmou o prefeito de Coari.







Pesquisa realizada pela empresa Perspectiva Tecnologia da Informação revela que o senador Eduardo Braga, candidato ao Governo do Amazonas, tem 51,9% das intenções de voto no Estado. Se considerados apenas os votos válidos (sem computar os votos nulos/brancos e indecisos), Eduardo Braga tem 59,5% das intenções de voto.

O segundo colocado na pesquisa, o governador José Melo, que tenta a sua reeleição, tem 30,5% das intenções de voto. O candidato Marcelo Ramos tem 2,2%, seguido por Chico Preto (1,1%), Herbert Amazonas (0,6%), Abel Alves (0,5%), Luiz Navarro (0,5%). Nulos e brancos somam 3,1% e os indecisos chegam a 9,6%.

A pesquisa, registrada no TRE sob o número 00032/2014 e no TSE sob o número 000443/2014, foi realizada entre os dias 25 e 31 de agosto, em todas as regiões geográficas de Manaus e mais nove municípios do interior (Parintins, Itacoatiara, Manacapuru, Maués, Borba, Manicoré, Coari, Tefé e Tabatinga). Foram entrevistadas 3.000 pessoas, sendo 1.650 em Manaus e 1.350 nos nove municípios visitados. A margem máxima de erro é de 1,8% para mais, ou para menos.


Confira os detalhes da pesquisa no link: 

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) aprovou, nesta segunda-feira (1º), o envio de tropas federais para o município de Coari para garantir a segurança, durante a eleição deste ano. De acordo com o relator do processo, juiz Afimar Cabo Verde Filho, Coari tem um histórico de conflito em pleitos anteriores. Cabo Verde Filho ressaltou, ainda, a distância da cidade da capital para aprovar o envio de tropas federais.

“Observo que o pedido de forças federais se encontra plenamente justificado pela autoridade requerente e os fatos são suficientes a permitir a concessão da medida pleiteada, em especial se considerar a distância entre Manaus e Coari, que é de 444 quilômetros, sendo certo que nenhuma intervenção de urgência será possível dada a dificuldade de acesso à referida zona eleitoral”, cita o juiz em relatório.

Ainda de acordo com o magistrado, a cidade de Coari contará, neste ano, com 160 policiais militares para atender a uma população de 80 mil habitantes. O município possui  um total de 149 locais de votação e 46.109 eleitores, formando o quinto maior colégio eleitoral do Estado.

A  Procuradoria Regional Eleitoral opinou pela aprovação do pedido de forças federais, alegando que  “se encontra plenamente justificado, sendo de conhecimento público no Estado do Amazonas as situações de instabilidade política já ocorridas na Comarca de Coari, com deploráveis atos de violência em eleições passadas”, citou o procurador Ageu Florêncio, em seu parecer apresentado à Justiça Eleitoral.


Com o objetivo de arrecadar recursos financeiros, que ajudarão a custear obras e serviços públicos municipais, as secretaria de municipais de Planejamento e Fazenda, em parceria, desenvolvem a campanha do Imposto Predial Territorial Urbano, referente ao ano de 2014. Equipe de técnicos, devidamente identificados, está fazendo a entrega do carnet em domicílio.

Com o slogan "Ganha Coari, Ganha Você", a campanha de incentivo ao pagamento do imposto terá o sorteio de 23 prêmios, que vão desde antena de tv a cabo até moto de 250cc. Atualmente, cerca de 8,6 mil imóveis estão devidamente cadastrados para o pagamento e devem gerar uma receita em torno de R$ 1,2 milhão. Proprietários de terrenos sem obras ou identificação estão sendo convocados para comparecerem ao órgão competente, na prefeitura do município.

A diretora do Departamento de Tributação e Fiscalização, da Secretaria Municipal de Fazenda, Márcia Greika Rodrigues, explica que a composição do valor do imposto de cada imóvel leva em consideração o bairro onde está localizado, o volume de área construída e o tipo de imóvel (se a edificação é em madeira ou alvenaria). "Depois é acrescida uma taxa pela iluminação pública e outra pela coleta de lixo", conclui a diretora.

Para concorrer e ter direito aos prêmios, os contribuintes devem fazer o pagamento de acordo com o regulamento publicado no hall de entrada do palácio 02 de Agosto, sede da Prefeitura Municipal de Coari (PMC), no centro da cidade. Será considerado contribuinte, para efeito do sorteio, o proprietário do imóvel; o locatário que, por força de contrato, tenha o ônus do pagamento do referido imposto e proceda o pagamento; o promitente comprador, posseiro, arrendatário, comodante, cessionário com ônus, desde que comprove oficialmente sua respectiva situação.


Quem preferir pagar em Cota Única, que vence em 29 de setembro de 2014, participará do sorteio de uma moto 0 km, de 250cc. Quem optar em pagar parceladamente, poderá fazer em até 4 vezes, sendo que a primeira parcela vencerá dia 30 de setembro. A segunda parcela vencerá dia 27 de outubro, a terceira dia 28 de novembro e a última, dia 22 de dezembro de 2014.

Data de sorteios e premiação

Cota Única          dia 07 de outubro    - Moto 250cc

1ª Parcela           dia 07 de outubro    - Geladeira, fogão, micro-ondas, Tv led 32", ant. parabólica

2ª parcela           dia 04 de novembro  –  TV led 42", máquina de lavar

3ª parcela           dia 05 de dezembro   - Máquina de lavar, Sky Livre(fixa)

4ª parcela           dia 29 de dezembro   - 05 Kits de cozinha, 05 Kits panelas, 05 vales compras  
As inaugurações serão entregues pelo Secretário de Estado de Educação que virá ao município no dia 02 de setembro.


As escolas a serem inauguradas serão as E. E. Inês de Nazaré Vieira, Maria Almeida e João Vieira. Rossieli Soares da Silva Secretário de Estado de Educação estará no dia 02 de setembro no município para a inauguração.

CRAS são unidades de execução dos serviços de proteção social básica destinados à população em situação de vulnerabilidade social, em articulação com a rede socioassistencial.

Atividade de fortalecimento de vínculos familiares realizado nos CRAS de Coari, por ocasião do dia das mães.

No Bairro de Chagas Aguiar e no Bairro Urucu funcionam os Centros de Referência de Assistência Social - CRAS, do município de Coari. São espaços destinados aos usuários da assistência social, ou seja, à população em situação de vulnerabilidade social decorrente da pobreza, privação ou fragilização de vínculos afetivos, os serviços e atividades visam prevenir as situações de risco, reforçar o principal papel da família como referência para cada um de seus integrantes e fortalecer seus vínculos internos e externos. A Secretaria de Desenvolvimento Social é responsável pelo trabalho realizado nestes locais, onde a população é convidada a participar.

Atividade de fortalecimento de vínculos familiares realizado nos CRAS de Coari, por ocasião do dia dos pais.

As ações de proteção social básica, desenvolvidas nos CRAS e em suas áreas de abrangências, compreendem:

Cadastro Único - registro de informações que serve como referência para a participação em programas sociais de concessão de benefícios.

Atendimento social - acolhida e entrevistas; visitas domiciliares; concessão de benefícios eventuais.

Convivência social e fortalecimento de vínculos familiares e comunitários - para crianças e adolescentes, jovens, adultos e famílias, pessoas idosas e lideranças comunitárias. Acontecem a partir da participação de famílias e ou indivíduos nas atividades de grupos de convivência e de incentivo ao protagonismo.

Qualificação profissional - ações de capacitação para desenvolvimento pessoal e ampliação das oportunidades de geração de trabalho e renda, contribuindo para o alcance do desenvolvimento sustentável de famílias e indivíduos. São cursos oferecidos nos CRAS, nos Centros de Qualificação Profissional.

Outros serviços e projetos complementares

Grupos específicos, como crianças ou jovens, participam de projetos realizados em parceria com órgãos governamentais ou não governamentais, envolvendo a participação da comunidade. Acontecem em diversas áreas e podem ser desenvolvidos em outros locais.



O Jornal A Critica, na sua versão online, publicou uma notícia e depois corrigiu a mesma, no entanto, o conteúdo ainda traz informações que precisam ser esclarecidas. Não há nenhuma conta da prefeitura bloqueada e nem tão pouco do prefeito Igson Monteiro. Não há nenhum processo no Tribunal de Justiça tramitando neste sentido. De outro lado a Câmara não tem poderes para determinar o bloqueio dos bens do prefeito.
Igson Monteiro conta com apoio popular em Coari
Para informar aos cidadãos que estão buscando saber sobre o assunto, em tempo: "O PREFEITO EM EXERCÍCIO DE COARI NÃO FOI AFASTADO PELA CÂMARA MUNICIPAL", o que aconteceu na sessão ordinária de ontem (27) foi a instalação de uma comissão processante para apurar denúncias, o que no final pode resultar ou não no afastamento do prefeito, dependendo das conclusões oriundas do relatório final e dos votos dos vereadores da Câmara.

A comissão processante tem um rito próprio, previsto em lei e obedece todo um processo de execução, não podendo ser feita ao bel prazer do poder legislativo. É também uma prerrogativa da Câmara Municipal instalar comissões, dentre elas a comissão processante para apurar fatos específicos. Isso não implica no afastamento sumário do chefe do executivo.

Nem tão pouco é verdade que as contas da Prefeitura estejam bloqueadas por conta da instalação da comissão processante. Pelo contrário, conforme já anunciado desde a semana passada a prefeitura começou a pagar o salário dos servidores municipais na manhã desta quarta-feira (27) conforme calendário de pagamento devidamente publicado. Ao retornar na tarde de ontem (26) ao município de Coari, o prefeito em exercício Igson Monteiro foi recebido por centenas de populares que compareceram ao aeródromo de Coari para demonstrar apoio à gestão que Igson Monteiro (PMDB) vem fazendo no município.

O calendário de pagamento do funcionalismo municipal da Prefeitura de Coari foi divulgado. Os funcionários municipais começam a receber hoje (27).

As estudantes das redes estaduais e municipais de ensino, com idade entre 12 a 14 anos, são alvo de campanha de vacinação contra HPV, que começará dia 1º de setembro.

O HPV (papilomavírus humano) é a principal causa do câncer do colo de útero, terceiro tipo mais frequente entre as mulheres, atrás apenas do de mama e de cólon e reto. No ano passado, segundo o Inca (Instituto Nacional de Câncer), 4.800 brasileiras morreram desse tipo de câncer no país, a maioria de classes menos favorecidas.

O HPV infecta a pele e as mucosas. Existem mais de 100 tipos diferentes de HPV, sendo que cerca de 40 tipos podem infectar o trato ano-genital (é considerada a doença sexualmente transmissível mais comum que existe). Pelo menos 13 tipos de HPV podem causar lesões capazes de evoluir para câncer. Estudos no mundo comprovam que 80% das mulheres sexualmente ativas serão infectadas por um ou mais tipos de HPV em algum momento de suas vidas. Essa percentagem pode ser ainda maior em homens.

Os tipos 16 e 18 estão presentes em 70% dos casos de câncer do colo do útero e também na maioria dos casos de câncer de ânus, vulva e vagina. Já os tipos 6 e 11 não causam câncer, mas são encontrados em 90% das verrugas genitais.



Dois técnicos do Instituto de Pesos e medidas do Estado do Amazonas – Ipem, estão em Coari executando serviços de verificação nos instrumentos de pesar e medir, além de proceder fiscalização de produtos de conformidade avaliada. Ou seja, os servidores públicos Luiz Grácio Fonseca e Emanuel da Silva Ramos, estarão visitando estabelecimentos comerciais para verificar as balanças e ferramentas de medidas métricas. Os técnicos do Ipem também estarão verificando a conformidade entre produtos e o que está apresentada na embalagem dos mesmos, além do selo do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia – Inmetro, que é obrigatório em muitos produtos, como brinquedos, ferramentas e utilidades domésticas.